Acre investe mais de R$ 2,5 milhões em pesquisas e beneficiamento do bambu

O Acre tem 87% de seu território coberto por florestas, de acordo com dados da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Desse total, ao menos 36% é de gramíneas da espécie bambu, o que representa 600 mil hectares. Diante dessa vasta incidência da espécie, governo vai investir em pesquisas e fomento ao beneficiamento da planta, que tem diversas utilizações na construção civil, na fabricação de móveis, utensílios de uso domésticos e até mesmo acessórios como capas de celulares.

Nesta semana, o Estado celebrou mais uma conquista na área, com o anúncio do Ministério da Ciência e Tecnologia informando sobre repasses da ordem de R$ 2,6 milhões para o desenvolvimento de pesquisas e projetos.

No Acre, já há edificações que fazem uso do bambu nas estruturas, como, por exemplo, os quiosques localizados no Parque Tucumã. A inovação foi proposta pela equipe do gabinete da primeira-dama Marlúcia Cândida, dando um diferencial arrojado e moderno à obra, que integra um dos cartões-postais da capital acreana. Intercâmbio de conhecimentos com a Colômbia.

Fonte: Painel Florestal